Quimera
Histórico Voltar para Lista
.

Verdadeiras aberrações, as Quimeras são bestas mágicas que aliam força física a poderes mágicos. Elas combinam partes de bodes, leões e serpentes, gerando criaturas fascinantes e aterrorizadoras.

Geradas nos planos demoníacos, as Quimeras logo se mostraram destrutivas e dominadoras demais até para esse lugar. Num plano ousado para unir o útil ao agradável, um grupo de sete Súcubus sacrificou suas já deturpadas existências para banir os monstros para o plano mortal. A história narra ainda que um sacerdote de Cruine, seduzido pelo poder foi usado para abrir o portal que permitiu o terrível ritual viesse ao mundo mortal. Esse sacerdote acabou traído pelos demônios no processo e, ao término do mesmo, descobriu-se exaurido de poderes e cercado pelas primeiras Quimeras. O consumo de sua carne deu às Quimeras uma característica conhecida como Carselia.

A Carselia faz com que nenhuma criatura nascida fora dos planos mortais, seja qual for sua origem, consiga se aproximar a menos de 100 metros da besta. Mesmo elementais e enviados são afetados por isso. Se a Quimera caminhar na direção da criatura extraplanar, essa última sentirá graves dores até que se afaste. Essas dores não causam danos, mas incapacitam de tal forma a não permitir outra ação que não a fuga imediata. O mesmo ritual, que a trouxe, lhe deu uma proteção especial que lhe concedeu imunidade à magia Esconjuração, impedindo que seja esconjurada de volta para inferno.

As quimeras possuem três cabeças. Uma de um bode negro de cornos cinzentos e olhos avermelhados, que projetam uma leve fumaça acinzentada constante. A segunda, de um leão grandioso, de olhos completamente brancos e sem pupilas. A terceira e última, finalmente, de serpente cheia de escamas verdes. A ordem é variável, mas a cabeça de serpente é sempre a responsável pela criatura, dada sua inteligência. Se for cortada, a de leão irá assumir e o monstro se tornará irracional.

O corpo do monstro é de um leão gigante, forte, rápido e musculoso. Projetam-se do dorso duas imensas asas negras de demônio, que conferem à criatura uma ótima mobilidade em voo. Completam-se então duas caudas, uma longa de serpente e outra de leão, sendo que essa última às vezes não está presente.

A Quimera efetua diversos tipos de ataque, e até três deles podem ser feitos simultaneamente, inclusive em alvos diferentes. Por possuir a inteligência de um demônio, ela costuma usar isso como uma vantagem, além de buscar terrenos e estratégias propícios – essas estratégias de combate são comumente criativas, e costumam combinar os poderes do monstro (ilusões, transportes dimensionais etc.). As cabeças pensam de forma coordenada, sendo impossível se confundir.

A cabeça de bode consegue dar chifradas e consegue disparar um jato de ácido (com poder de alcance de até 6 metros, utilizável a cada 8 rodadas). Se este ataque com ácido acertar na EF ou caso o dano seja 100% na EH (pegou de raspão) dará 4 de dano direto no físico por até 4 rodadas seguintes, caso a vítima não retire o que estiver vestindo. Armaduras não mágicas são inutilizadas pelo ácido. Além destes ataques, a cabeça de bode pode evocar a magia Ilusão Visual 7 (uma vez por dia).

A cabeça de leão consegue morder e usar um poder atordoante (três vezes ao dia), na qual ela ruge fazendo com que qualquer criatura num raio de 12 metros que falhar num teste de Resistência a Magia (contra Força de Ataque 22) fique paralisada por 3 rodadas.

A cabeça de serpente consegue dar mordidas, rabadas e consegue disparar um jato de fogo (funciona de forma idêntica ao Hálito Flamejante de um demônio), a cada 8 rodadas.

As Quimeras são criaturas arrogantes e gostam de juntar os tesouros obtidos de suas vítimas. Esta mania é mais uma forma de colecionar troféus, do que interesse pelo valor. A cada 20 anos duas cabeças do monstro caem, gerando duas novas quimeras a partir da mesma. Essa geração demora 3 dias, tempo no qual as cabeças voltam a crescer na progenitora. Elas são monstros raros e são encontrados normalmente nas Terras Selvagens. São solitárias e territoriais, sendo criaturas muito amarguradas pela expulsão de seu plano de origem.

Tipo de Criatura

Criaturas Infernais

Organização e Habitat

Solitário / Montanhas e cavernas

Habilidades / Técnicas de Combate

Ataques múltiplos(3)

Magias e Poderes Especiais

A cabeça de serpente consegue conjurar as magias Covardia 5 (3 vezes ao dia), Silêncio 5 (3 vezes ao dia), Sugestão 3 (1 vez ao dia) e Transporte Dimensional 7 (3 vezes ao dia).

Peso/Comprimento/Envergadura

2500 Kg / 4 m / 8 m

Atributos

INT(4), AUR(5), CAR(-3), FOR(3), FIS(3), AGI(2), PER(3)


NomeEstEFEHDefesaAtaqueLMP100%75%50%25%RFRMMoralVB
Quimera 18103360M2Cauda202118191511721231850 (voando) 25 (em terra)
Chifres2119152318138
Hálito Flamejante24242429231711
Jato de Ácido2121211915117
Mordida2120192721159
LGPD (Lei Geral de Proteção a Dados): o site do Tagmar usa a tecnologia de cookies para seu sistema interno de login e para gerar estatísticas de acesso. O Tagmar respeita a privacidade de cada um e nenhuma informação pessoal é armazenada nos cookies. Ao continuar a navegar pelo site você estará concordando com o uso de cookies.