Criatura Nova - tipo Mortos-Vivos - [Criaturas] Dúvidas, Ideias e Sugestões - Tagmar
Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

Responder...
Criatura Nova - tipo Mortos-Vivos Opções
#1 Merovingio Enviado : 22/03/12 12:09
Salve vós! Não achei onde postar, nem achei o botão pra anexar o arquivo .doc ... Desse modo, estou postando o texto direto aqui para discussão e possível relocação caso algum moderador ache apropriado:


Projeto Tagmar 2 - Criaturas /

Texto por: Luiz Feliphe Barbosa

Legiões

Essas poderosas manifestações fantasmagóricas surgem quando sete ou mais membros de um grupo morrem de forma violenta no mesmo local. Sobretudo se no lugar em questão houver uma grande concentração de Mana, principalmente se for uma energia demoníaca ou arcana. Apenas as Legiões mais fortes e numerosas conseguem manifestar-se em locais que concentram energia divina, envenenando aquela fonte com a sua maldade. As lendas sobre os sacerdotes que são enviados para limpar esses lugares sagrados são bem conhecidas.

Se houvesse algum líder de caráter forte e de posição reconhecida por todos no grupo, neste caso ele poderia trazer não só a si próprio, mas também os seus seguidores do além-morte para liderá-los. Mesmo que alguns desses seres escolham o descanso do sono eterno, as forças exercidas pelos seus líderes e/ou seus companheiros de queda podem aprisioná-los. A mentalidade militar ainda está presente nos resquícios atrais desses mortos-vivos, logo qualquer desertor será caçado e trazido de volta às fileiras.

Contos antigos mencionam complexos rituais necromanticos nos quais o mago (se tiver poder suficiente para controlar tamanho fluxo de energia sem perder a própria alma no processo) pode impor o seu comando a uma Legião que já tenha se manifestado no plano material. Uma teoria, de pouca confiabilidade, afirma que se o Líder for dominado, as ordens podem ser transmitidas para todos através deste, enquanto o verdadeiro comandante permanece oculto. Outras lendas, não tão conhecidas pelo povo comum, sussurradas somente entre os alunos mais subversivos dos Colégios de Necromancia, falam sobre a possibilidade de trazer os espíritos diretamente do outro plano, caso a queda tenha ocorrido recentemente e o local ainda estiver impregnado com a vibração negativa emanada por todas aquelas mortes. Contam que se o necromante for bem sucedido nesse ritual, os espíritos se manifestarão e o servirão de bom grado, até mesmo o líder.

Os fantasmas que formam esses numerosos grupos geralmente se mostram de acordo com a aparência que tinham em vida, mas com o tempo diversos traços de evolução vão surgindo correspondendo ao estado de espírito desses seres. A grande maioria apenas reflete a imagem de seu próprio corpo em decomposição, outros podem desenvolver feições demoníacas, como dentes pontiagudos, unhas e cabelos mais compridos, maior número de membros, olhos e bocas, etc. Os líderes em geral são os que sofrem as maiores mudanças; num determinado nível, chegam a criar armas, armaduras e até montarias.

Mas manter suas semi-vidas esses seres precisam de alimento, ou ficam cada vez mais fracos, se dispersam e com o tempo desaparecem. Por outro lado quanto mais energia obtém mais o seu poder cresce. Sendo as fontes de energia demoníaca muito raras nos dias de hoje e as fontes de mana arcano e divino geralmente muito bem protegidas, as Legiões costumam se alimentar da energia negativa emanada por cadáveres em decomposição (por isso são avistadas com frequência em cemitérios e em campos de batalha) ou do sangue animal vivo, especialmente o sangue de criaturas inteligentes.

Quando uma Legião ataca um ser vivo pela primeira vez, a vítima sofrerá um ataque mágico de nível 18, 15 ou 12 (dependo do tipo de Legião). A vítima tem direito a um teste de Resistência a Magia, caso falhe perderá 2 pontos de Energia Heroica (representando o ânimo) e 1 ponto de Energia Física (representando o sangue perdido na drenagem); dobrando de quantidade de acordo com o tipo de Legião. Note que o personagem não percebe a perda de força. Caso consiga resistir, os fantasmas se afastarão a procura de outro alvo; e se o personagem em questão possuir aura, este poderá ver a horda de mortos que o segue.

Caso falhe no teste, a Legião o segue imperceptível e após dez rodadas a mesma quantidade de energia (2 EH e 1 EF, por ex) será drenada automaticamente e a vítima sofrerá um novo ataque mágico, desta vez de nível 15, 12 ou 9. Caso falhe novamente a quantidade drenada passa a ser 4 EH e 2 EF, dobrando a cada falha e sendo descontada novamente ao final das dez rodadas que antecedem o próximo ataque. Caso a vítima falhe no terceiro teste de resistência, desta vez contra nível 12, 9 ou 6; a Legião tem a opção de tentar tomar o corpo da vítima, a fim de drenar toda a sua energia, matá-la e depois consumir o miasma que o seu cadáver emana. Para que isso não aconteça, a vítima deve resistir a um ataque mágico nível 15, 10 ou 5. Se passar, a Legião será descoberta mesmo que o personagem não tenha pontos de Aura. Caso falhe, a cada oito rodadas a vítima receberá o dano e este dano continuará a aumentar como foi especificado, até que ela passe num teste de RM contra Força de Ataque 15, seja Exorcizada, ou morra.

Quando alguém é tomado por essa quantidade de espíritos, é impossível por parte dos espectros controlarem o corpo de forma objetiva. Ou seja, os fantasmas não podem ordenar a vítima a matar os próprios companheiros ou pegar determinado objeto, por exemplo. Até por que o obsediado em questão luta com todas as forças para retomar o poder sobre si mesmo. Desse modo, quando uma Legião invade algum corpo, é explicito para as pessoas que o observam que tem algo muito errado acontecendo. Geralmente, a pessoa desmaia revirando os olhos e pouco tempo depois acorda debatendo-se, suando frio e falando coisas estranhas, geralmente maldições ou ordens de batalha com dezenas de vozes diferentes, por vezes até em idiomas desconhecidos. Por outro lado, quanto mais tempo aquela pessoa ficar sob esse poder, a influência dos mortos-vivos aumentará. Em casos mais graves a vítima pode ferir a si mesma, arranhando-se, batendo a cabeça ou mordendo a própria língua. Existem histórias de possessões que duram dias, nas quais as vítimas causavam fenômenos sobrenaturais, como objetos sendo lançados, incêndios que começam do nada, enfraquecimento do solo e das plantas locais, etc.


- - - - - - - - - - - - -

É essa minha mais nova criação. Está a disposição dos membros do projeto, para as sugestões, modificações, acertar as regras, etc... aguardando resposta. Salve todos!
#2 Hugar Enviado : 23/03/12 23:00
Por um lado eu gostei bastante, por outro não é lá tão original e o Tagmar já tem os fantasma. Por correção de regra, todo ser vivo possui Aura, e ter Aura zero ou negativa não siginifica ter menos Aura, mas não saber lidar bem com magia.
#3 Merovingio Enviado : 24/03/12 02:51
Sim,no mundo do Tagmar existe o monstro Fantasma. E agora existe o monstro "agremiação de fantasmas guerreiros ou mercenários que morreram juntos de forma maligna e voltaram pra devorar as almas dos vivos", tbm conhecido como Legião... hehe

E sobre a Aura, eu estava explicando a regra do jogo. Por isso eu usei a expressão "se o PERSONAGEM tiver Aura"... mas pra ficar mais explicadinho podemos mudar para "se o personagem tiver PONTOS do ATRIBUTO Aura"...

Sobre ser original ou não: "um bom artista copia, o grande artista rouba" é o que dizia Leonardo Da Vinci, afinal não tem como criar nada do nada... se você olhar para qualquer monstro do Livro de Criaturas sempre haverá uma referência a ele de dois mil anos atrás ou mais... são os arquétipos.
#4 Ares Enviado : 03/04/12 15:45
Eu achei muito legal a "criatura".Não sei direito se seria uma criatura em si,mas sim uma legião de fantasmas e assombrações juntas.Me parece ser mais fácil modificar algum tipo de assombração,fantasma ou algo do gênero colocando esta característica de se unir em um exercito neste.Me parece bem mais simples do que criar um novo tipo de espirito para possuir esta característica.
#5 T.REX Enviado : 03/04/12 16:31
Nobre Merovingio,

Não acho bacana este nome. Legião significa acúmulo de pessoas e não um nome próprio. Uma série de pessoas podem morrer queimadas por uma Bola de Fogo de um mago, agindo sem pensar nas consequências. E nem por isso serão fantasmas. Sugiro um outro nome e alteração nas escritas.

Vingança: também temos criaturas morta viva com este pensamento.

Se a idéia de criar um morto vivo persiste, coloque um nome de um local de Tagmar, por exemplo, ao lado do nome de sua criatura para diferenciá-lo dos já existentes.

Bom trabalhao.

Sds. carnívoras,
Usuários visualizando este tópico
Guest
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET
LGPD (Lei Geral de Proteção a Dados): o site do Tagmar usa a tecnologia de cookies para seu sistema interno de login e para gerar estatísticas de acesso. O Tagmar respeita a privacidade de cada um e nenhuma informação pessoal é armazenada nos cookies. Ao continuar a navegar pelo site você estará concordando com o uso de cookies.