Bem-vindo Convidado Pesquisar | Atividades no Fórum | Entrar | Registrar

Responder...
Erud´Hir, O Vermelho. (Campanha Mingo) Opções
#1 cassiusmarques001 Enviado : 06/05/15 21:09
Erudhir nasceu em uma pequena vila de elfos florestais chamada Trindade, conhecida pela beleza dos cabelos vermelhos de seus moradores. Logo chamou atenção devido a sua condição, a total ausência de pelos em seu corpo. Atraiu olhares curiosos durante toda sua infância, por muitas vezes foi até agredido devido à ignorância local. Felizmente, aprendeu a se defender com facilidade, mostrava muita habilidade em combate, mesmo para um elfo das florestas.
Não era belo, mas mesmo assim chamava atenção das locais... não por seu charme, praticamente inexistente, mas por sua habilidade. Era o melhor combatente de sua idade. Após algumas desventuras, encontrou seu grande amor na adolescência, Eruwen, a mais bela das belas, com seus grandes olhos azuis escondidos num olhar tímido, seus longos cachos vermelhos que escondiam sua pele alva, um corpo celestial que parecia esculpido por Lena. Mas a alegria atrai inveja, e a beleza tenta os libidinosos. Nesse caso, o grande "sábio" Eruónel, elfo dourado, foi quem caiu em tentação. Poderoso mago Naturalista, causou um período de escassez na fauna e flora de Marvion, trazendo a fome para Trindade. Os líderes não acreditavam no que acontecia. Em centenas de anos de existência, Trindade não havia passado por qualquer tipo de infortúnio... foi fácil para Eruónel criar um culpado, uma suposta lenda na qual um elfo sem pelos traria desgraça e morte. No começo não aceitaram, mas a fome é persistente, acabaram banindo o jovem Erudhir, que foi abandonado ao Sul de Marvion, nos desertos de Eredra. Eruwen queria partir com seu amado, mas foi impedida por seus pais, que haviam sido comprados pelas promessas de poder e ouro de Eruónel. O futuro de Eruwen estava decidido, ela foi prometida a Eruónel e não havia nada a ser feito.
Erudhir não sabia como sobreviver no deserto, logo a sede e a fome falaram mais alto, seu corpo começou a ceder, suas pernas fraquejaram e ele caiu nas areias escaldantes. Foi encontrado por traficantes de escravos, que o colocaram a ferros: "se o elfo careca sobreviver, poderá ser comida dos lobos em Verogar". Foi vendido em Treva e levado para Aberdim, cidade localizada aos pés dos Montes Solomor. Após alguns meses de tortura sem nenhum sucesso, seu "dono" deciciu vendê-lo na arena. "É um monstro indomável, melhor que morra na arena, pelo menos terei algum lucro." pensava o Verrogariano. Com um pequeno grupo de escravos e algumas armas enferrujadas, Erud´hir teve sua iniciação. De dez escravos, três sobreviveram pois foram considerados "aptos", mas nenhum livre de cicatrizes. "Parabéns gladiadores, morrerão com glória, mas não hoje", palavras do carcereiro, palavras que ficaram na mente de Erud´hir: morrer com glória, mas não hoje, nunca hoje.
O jovem elfo encontrou em Crezir um alento para seu sofrimento. Lutou com vários escravos inexperientes que caíram com facilidade diante de sua habilidade, passou a gostar das matanças, chamava atenção pelo sorriso em seu rosto quando o sangue jorrava... ganhou um apelido na terceira luta, "O Vermelho", pois sempre terminava suas lutas banhado em sangue. Aceitou que morreria ali, com glória, um dia, mas estava errado. Aberdim foi atacada por selvagens durante sua quinta luta, seu inimigo, já vencido, disse com a espada em sua garganta: "Deixe-me viver e será um elfo livre". Erudhir titubeou, os soldados que guardavam a arena deram uma brecha devido ao ataque, muitos gladiadores forçavam o portão, ele viu que a fuga era possível. guardou suas espadas e estendeu a mão, ajudando o gladiador a levantar. "Se estiver mentindo ou se tentar me trair, espere por uma morte dolorosa" disse Erudhir, e respondeu o humano: "Gladiador, eu nunca jogo com a minha vida. Vamos, precisamos soltar os outros." Sem os arqueiros nos muros, ficou fácil escalar até os controles do portão. Dezenas de gladiadores experientes escalaram os muros da arena, matando quem viam pela frente, em sua maioria soldados. Erudhir e seu amigo fugiram, invadiram uma das casas, mataram os moradores, roubaram roupas e saíram em direção ao Sul, para um vilarejo as margens do rio Corbei, onde um pequeno barco estava à espera. Finalmente o pirata se apresentou "Prazer elfo, sou Willy o caolho" e o elfo respondeu "Sou Erudhir, o Vermelho".
Seguiram até Calinior, onde o navio de Willy (conhecido como Ônix devido as velas negras) estava ancorado. Erudhir fez duas grandes amizades: A primeira o próprio Willy, a segunda o pequeno primata chamado Micuinho. O macaquinho era uma espécie de mascote dos piratas, mas costumava causar problemas roubando a comida da tripulação, bebendo o rum, surrupiando objetos brilhantes. Teria sido jogado ao mar se não fosse pelo elfo, que assumiu a responsabilidade e começou a treinar Micuinho. Willy achou melhor arrumar um mascote mais confiável, como um papagaio, e deu o símio para o elfo. Alguns meses se passaram, vários ataques foram feitos, muitos corpos jogados ao mar, até que Erudhir cansou. O elfo, que não nasceu para ficar em embarcações, resolveu voltar para terra firme. Billy indicou a guerra entre Verrogar e Dantsem como um bom local para iniciar, um bom guerreiro conseguiria trabalho facilmente como mercenário. Ele separou alguns armamentos, entre eles duas belas cimitarras gêmeas chamadas "Sangue e Glória", espólios do seu tempo juntos, e deu ao Vermelho: "Temos uma eterna dívida de gratidão mútua, quando precisar de mim, você saberá me encontrar", o elfo respondeu à altura: "Eu poupei a sua vida, mas estaria morto se fosse diferente. Sabe que pode contar comigo, e me encontrar não será difícil." partindo com um sorriso e seu companheiro símio.

Qualidades e Defeitos:

Q - Aliado (-3) - Willy, o Caolho
Q - Herança Mágica (-6) - Sangue e Glória
Q - Seguidor (-1) - Micuinho
D - Inimigo (2) - Eruónel
D - Aparência Ruim (1)
D - Ex-escravo (2)
D - Vingativo (1)
#2 cassiusmarques001 Enviado : 06/05/15 21:21
Micuinho



Erud´Hir

#3 cassiusmarques001 Enviado : 06/05/15 21:33
#4 Mingo Enviado : 07/05/15 15:19
Cara, achei bem legal a história, só preciso entender pq as cimitarras estão como heranças mágicas.

O tal do macaco, tem alguma habilidade especial?
#5 cassiusmarques001 Enviado : 08/05/15 00:32
Willy é um amigo, como as cimitarras foram um presente, elas possuem um valor sentimental. Não são necessariamente uma herança familiar, mas podem funcionar da mesma maneira. Se não puder, dou meu jeito de adaptar algo no lugar...

Micuinho só come, dorme, bebe rum, rouba... no máximo vou mandar ele pegar algo em algum lugar que eu não consiga escalar. Pense no macaquinho do Piratas do Caribe ou do Indiana Jones. Feliz
Usuários visualizando este tópico
Guest
Ir para o Fórum  
Você não pode adicionar novos tópicos neste fórum.
Você não pode responder a tópicos deste fórum.
Você não pode excluir suas participações deste fórum.
Você não pode editar suas participações neste fórum.
Você não pode criar enquetes neste fórum.
Você não pode votar em enquetes neste fórum.

YAFPro Theme Created by Jaben Cargman (Tiny Gecko)
Powered by YAF | YAF © 2003-2009, Yet Another Forum.NET
LGPD (Lei Geral de Proteção a Dados): o site do Tagmar usa a tecnologia de cookies para seu sistema interno de login e para gerar estatísticas de acesso. O Tagmar respeita a privacidade de cada um e nenhuma informação pessoal é armazenada nos cookies. Ao continuar a navegar pelo site você estará concordando com o uso de cookies.