Histórico Voltar para Lista
.

Essas criaturas assemelham-se a grandes cavalos cobertos de escamas, com a porção posterior do corpo substituída por uma grande e forte cauda semelhante à de um golfinho. Suas escamas são grossas e longas de forma a propiciar uma proteção extra, possuem dois sistemas respiratórios distintos; o que lhes permite respirar dentro e fora d'água. Em combate usam sua cauda, mordida ou cascos tanto para se defender, quanto para atacar.

A origem de seus poderes é desconhecida, mas os sacerdotes de Ganis contam que os primeiros Hipocampus surgiram no início do Cataclisma, na forma de uma benção para proteger os cavalos consagrados a Ganis da ira dos deuses. Abrigando-os em meio as águas do mar enquanto as raças inteligentes eram castigadas.

Essas criaturas podem ser encontradas em grupos de até 50 indivíduos enquanto galgam pela superfície do mar, sendo liderados pela fêmea mais experiente, e protegidos pelos machos mais fortes e robustos. Sua alimentação baseada em algas e frutos do mar; é o fator determinante para seu estilo de vida nômade, pois esses tendem a ficar escassos rapidamente. Em rios e lagos são encontrados em grupos de até 10 indivíduos, também podendo ser encontrados vivendo de forma solitária, em raríssimas ocasiões.

Hipocampus comuns possuem uma coloração normalmente clara, variando basicamente entre o verde e o azul. São animais pouco agressivos, que aceitam sem problema serem observados a certa distância por criaturas de outras raças. Quando atacados, normalmente preferem submergir para evitar confrontos, entretanto, se for necessário, atacam em grupo, tentando vencer pela força dos números.

Uma variação mais incomum de hipocampus são as sentinelas, esses são mais fortes e robustos e ocupam normalmente o posto de vigias. Existe uma média de 2 a 6 em cada grande grupo. Eles apresentam listras avermelhadas, uma coloração mais vistosa e brilhante. São extremamente ariscos com criaturas estranhas ao grupo, sempre afastando essas quando se aproximam em demasia. Quando atacados, raramente fogem do combate.

As fêmeas dos hipocampus, no fim de suas gestações, recolhem-se para lugares menos perigosos, a fim de parir seus filhotes e zelar por esses pelos primeiros dias. Nessa época, as fêmeas tornam-se extremamente ariscas, atacando qualquer um que lhe pareça ameaçador, adquirindo a técnica de combate Fúria (5) e Resistência à Dor (4). O resto do grupo permanece sempre por perto das fêmeas e suas crias, para lhe proporcionar segurança, sempre respeitando o espaço que as fêmeas necessitam.

Por sua dificuldade de captura, são tidos como iguarias em vários locais do mundo conhecido. Sua carne é apreciada principalmente nas regiões costeiras, suas escamas podem ser vendidas a altos preços, pois possuem grande leveza, resistência e capacidade antioxidante. Também são usadas na confecção de joias, pois possuem grande beleza e brilho quando bem trabalhadas.

São montarias de difícil captura e treinamento, são usadas normalmente por grandes capitães e membros da nobreza. Possuem um alto valor comercial ao serem capturados antes da maturidade, pois após esse momento, tornam-se extremamente ariscos e rejeitam qualquer forma de treinamento ou prisão, usando todas as suas forças para fugir, e normalmente padecem rapidamente por inanição e depressão. Quando treinados aprendem a nunca recuar e obedecer aos comandos de seu dono, sendo somente esse, que pode dar o nome pelo qual será chamado.

Quando solitário, sua expectativa de vida gira em torno de 60 anos, em grupo pode alcançar idades levemente maiores, porém podem alcançar idades superiores quando são treinados e bem cuidados, chegando a viver em média 80 anos, com raríssimas exceções que podem chegar aos 100. A maturidade é atingida em torno dos 10 anos, após esse período estão aptos a procriar.

Caso seu mestre faleça, a confiança em outros seres se perde, e esses se tornam extremamente ariscos. Note que, se forem capturados novamente, essas criaturas morrem rapidamente, pois gastam todas as forças possíveis para escapar, e recusam qualquer alimento. No momento em que se tornam livres, vivem de forma solitária, e adquirem um nomadismo extremo, nunca permanecendo no mesmo lugar por mais que alguns dias.

Tipo de Criatura

Criaturas Místicas

Ambientação

Reinos / Ilhas Independentes

Organização e Habitat

Grupo Médio / Lagos, rios e oceanos

Habilidades / Técnicas de Combate

Magias e Poderes Especiais

Fêmea Líder: Controle Climático (uma vez por dia).Sentinelas: Hidromanipulação (1 vez por dia)

Peso/Altura

  • Comum: 500 Kg / 1,8 a 1,9 m
  • Sentinela: 600 Kg / 2 a 2,2 m
Atributos

  • Comum: INT(i), AUR(0), CAR(1), FOR(4), FIS(2), AGI(1), PER(1)
  • Sentinela: INT(i), AUR(0), CAR(1), FOR(4), FIS(2), AGI(1), PER(2)


NomeEstEFEHDefesaAtaqueLMP100%75%50%25%RFRMMoralVB
Hipocampus Comum 346(47)27M1Cascos63-1241914953428
Cauda3412016128
Mordida3211613107
Hipocampus Sentinela 650(51)54M1Cascos8512419149861130
Cauda5632016128
Mordida5432016128